Thursday, December 08, 2005

Essas Últimas Semanas...

Essas Últimas Semanas...

... foram corridas.
... foram divertidas.
... estressantes.
... alucinantes.

Mas antes de começar a contar como foram essas semanas, eu vou lembrá-los que esse blog é a continuação do Mikilândia do http://miki.weblogger.com.br/ que parou de funcionar por algum motivo estranho. Tive que encerrar o blog depois de 25,000 visitas! Inacreditável. Então, estou aqui começando do zero.

Retornando as minhas semanas, vamos ver... da última vez eu disse que tinha cortado meu cabelo de um jeito diferente ( foto continua no outro blog) e estava reclamando que não estava passando Chicken Little legendado.

Depois daquele dia tive mais uma das minhas crises de reflexões infinitas sobre o mundo, mas pra variar não cheguei a lugar nenhum.

Saí da crise dois dias depois quando recebi um telefonema da Vivo dizendo que eu tinha acumulado 48 mil pontos e tinha o direito de tirar um celular de graça em qualquer loja deles. Juro que achei que era trote, mas quando fui ver... não é que ganhei um celular mesmo? E não foi um celular porcaria! Tira foto e filma, o danado!

Depois do celular, resolvi que era hora de gastar um pouquinho. Fiz algumas compras básicas, uma saia rosa com um laço, uma blusinha, uma jaqueta e dois sutiãs porque um dos meus rasgou.

Isso aconteceu na semana do feriado de 15 de novembro. Fiquei três dias sozinha em casa e me alimentei exclusivamente de sorvete e cereal, cultivando um tédio necessário.

Passei três dias e duas madrugadas fazendo meu trabalho de Cenografia. Tinha que pintar um Círculo de Newton e fazer uma tabela de cores com degrade de todas as cores do círculo. Foi muito divertido, mas deu um trabalhão.

Foi igual minha animação (aliás, minha primeira animação), levei 10 horas para desenhar, 2 horas para scanear e 48 horas na frente do computador pra compor a cena, editar o filme e fechar um arquivo .avi.

Nesse meio tempo, não dormia mais que cinco horas por noite e estava caindo pelos cantos todo o dia. O dia que dei um basta foi um dia que tava quase dormindo no carro. Passei em um farol vermelho por isso.

Tive que assistir o filme Signo do Caos, do Rogério Sganzerla (mesmo diretor de O Bandido da Luz Vermelha) para fazer o trabalho de Direção de Som. Nunca tive tanto desgosto na minha vida! Que filme deprimente! Filme vazio e pior, pretensioso.

Ganhei meu carro novo. Um Ford Ka outra vez, zero, champagne. Meu pai instalou um subwoofer melhor que o anterior e mandou colocar filme nos vidros. No dia que coloquei o filme não podia abrir a janela, claro. Estava 36 graus do lado de fora do carro e dentro, era praticamente uma sauna. Eu cheguei em casa em tal estado que conseguia torcer minha camiseta. Nunca suei tanto, nem na academia.

Dia 24/11 meus pais, minha irmã e eu fizemos uma loucura financeira. Robin Gibb, um dos Bee Gees veio para o Brasil e fomos no show. Pegamos lugares na frente, 350,00 paus cada um! Mas valeu a pena, eles queriam ver o cara desde os anos 70 e eu gosto da banda desde que me lembro como gente. O show foi muito bom, a acústica estava fantástica e nunca vi tanta velharada dançando. Foi um dos melhores shows que já fui. O Robin Gibb é muito simpático, mesmo com aquele monte de marmanjo mal educado que tinha na platéia.

No dia seguinte, de manhã, tive prova de Direção de Som.

Depois de tudo isso me avisaram que teríamos a ultima diária do filme. Finalmente conseguimos rodar a cena com o Roberto Justus, passei o dia 30/11 inteirinho lá na sala dele arrumando tudo. O cara é muito educado, o que me surpreendeu.

Como todas minhas amigas e eu estávamos esgotadas, combinamos que toda sexta-feira, depois da aula, sairíamos pra beber. Elas bebem cerveja e eu um belo refrigerante. Depois da ultima sexta e breja ainda tinha que ler um livro da Laura Kipnis, que coloquei o resumo no ultimo post para fazer o trabalho de Comunicação Comparada II.

Finalmente chegaram as entregas e agora só falta um trabalho e entro oficialmente de férias. Esse semestre foi divertido, mas tinha muita coisa para fazer e pouco tempo!

Bom e foi isso que fiz essas ultimas semanas. Eu ainda arrumei um tempo pra trocar o blog de servidor, como podem ver. Agora com as férias, não demorarei a aparecer novamente.

3 comments:

Ceres said...

Sobre o que você perguntou da gata (como eu já disse, nós achamos que se trata "dela"), o que me causa mais preocupações...

Miki, nós achamos que ela ainda é filhote, acontece que ela não pára aqui em casa. Como nao a deixamos entrar (porque ela é da rua, está sujinha, pode estar com alguma pulga), ela só aparece aqui quando quer comer. Entào eu e minha mãe botamos água e ração pra ela, ela come e vai embora. Acho que ela deve estar aqui pela vizinhança.
Mas se eu soubesse de alguém que se comprometesse a cuidar bem dela, eu daria um trato nela até que essa pessoa viesse pega-la.

Não sei se você estaria disposta a vir até aqui pra pega-la, porque é o único jeito, não tenho como leva-la pra SP,bom, ter até tem,mas é complicado...

Eu gostaria de ficar com ela, mas o que preocupa no assunto é: não sei como se criam gatos e ninguém aqui quer se comprometer e ajudar na criação da gatinha...Ajudar significa bancar todos os cuidados que um bicho precisa: ração, vacinas,brinquedos de gato,castração, visitas ao veterinário.

Enfim, se seu amigo estiver disposto...

É isso.

Ceres said...

Ah, Ka cor champgne, que diferente... Acho que nunca vi um Ka dessa cor.

E que filme (ou curta) é esse que tem o Abujamra no meio, estou curiosa? E o Justus ainda tem aquele topete ? :D

Faz tempo que não nos vemos, precisamos fazer algo...

Beijos

Anonymous said...

imparato molto