Tuesday, June 21, 2011

A Star is Born (1954)






Eu tenho algum problema com a Judy Garland. Eu gosto dela apenas em O Mágico de Oz. O rosto dela me incomoda, os olhos saltados me dão medo e eu tenho a impressão que depois de Dorothy ela só fez papel de tia.

Adoro musicais, mas nem as músicas desse conseguem me tirar a vontade de passar o filme para frente. Eu lembro que tentei assistir esse filme uma vez e acabei desligando, sem a menor vontade de continuar, mas dessa vez me esforcei para terminar.

O primeiro número musical, quando Norman Maine invade o palco bêbado é o mais divertido. As expressões de Garland são divertidíssimas e ele adiciona um carisma a mais. Novamente é uma história onde pessoas talentosas crescem (e no caso de Maine, desabam) e acabam tendo que enfrentar as consequências de serem famosas enquanto levam pra frente sua vida pessoal.

O final do filme é esperado, história de princesa sem um final feliz (ou na verdade, é um final feliz, pois o marido morre antes de se tornar um fardo maior), mas sinceramente, me incomoda muito o fato de não conseguir submergir no filme. O que eu tenho com a Judy Garland que não consigo gostar nem das coisas boas que faz?

No comments: