Monday, September 10, 2012

Ladrões Preguiçosos

Depois de tanto tempo afastada do blog, retorno para tocar em um ponto
que parece promessa de campanha eleitoral.

Ontem assisti a matéria do Fantástico (desculpem pela fonte chula)
sobre penalizações com prisão para crimes de trânsito. Não quero
comentar as punições em si, se estão certas ou erradas, fica para a
próxima. Quando ouvia a reportagem eu apenas pensava em uma coisa:
superlotação das cadeias. Aliás, pensava em duas coisas: maldito seja
quem inventou a redução das penas por 'bom comportamento'.

Não acredito que alguém possa ser 'reabilitado' para a vida social
depois de cometer um crime grave como assassinato, estupro e/ou
tortura. Porquê soltar um individuo desses depois de 30 anos? Ou
depois de 4 anos?

Ah sim, porque as cadeias estão superlotadas. Ora essas... mas será
que vale a pena ser preso?

Vamos pensar como um ladrão. Ainda não engoli aquele assalto na minha
residência há três anos. Vale muito a pena assaltar uma casa de alto
padrão. Arrastões em apartamentos de luxo, então, valem a pena ao
quadrado. Nós, pessoas honestas, trabalhamos por anos para conseguir
comprar um carro, uma casa, um microondas e até pegar internet para
postar umas besteiras no facebook. Um dia, quatro pessoas entram na
sua casa e levam tudo o que você demorou uma vida inteira para juntar.
Em uma hora e meia, conseguem quase 60 mil em 'mercadoria'. Que
salário fantástico! Se duvidar nem os políticos do mensalão
conseguiram um feito desses.

Lógico que até hoje não consegui recuperar o levaram. Minha conta está
no vermelho há anos, com prestações do carro que levaram e que o
seguro não pagou, devendo juros absurdos cada vez mais.

Eis que vem a pergunta: ladrão sabe o que é trabalhar há por anos para
conseguir alguma coisa? Se vão presos (como não é o caso dos ladrões
que entraram em casa) eles ficam anos sentadinhos em uma cela,
comendo, bebendo e tomando banho às custas dos impostos que pagamos.
Para comer, beber (mercado, 500,00 por mês) e tomar banho (100,00 de
conta de água e 200,00 de luz para a água aquecida) eu gasto uma
fortuna. Se economizasse isso no mês, conseguiria pagar as prestações
do carro que me roubaram.

A punição não deveria ficar preso em circunstâncias degradantes (o que
apenas acumula a raiva), a punição deveria ser trabalhar. Trabalhar
muito. Precisa de mão de obra (gratuita!) para baratear o custo de uma
ferrovia? Leva os presos para martelarem. Precisa de matéria prima
para asfatar as vias esburacadas? Coloca os presos pra quebrar pedra
no braço! Não precisa de chicotadas, precisa de chefe. Precisa suar
para pagar o pão.

Ninguém tem medo de ir preso. Prisão é férias e um local para
networking. Essas pragas tem medo de trabalhar. Queria ver o índice de
criminalidade aumentar com uma proposta política dessas.

1 comment:

Dani said...

E, infelizmente, há mais um detalhe: todos os presos que têm famílias com criança até certa faixa etária, recebe um auxílio de mais de R$900/mês. Sim, vale demais a pena ser preso... Na cabeça desse tipo de pessoa, claro.

Concordo contigo quanto ao trabalho para pagar sua comida e estadia na prisão. O Brasil teria a infraestrutura que necessita e sem gastos adicionais, mas a pergunta que fica é: há interesse político nisso? E sabemos a resposta...